Conheça a origem e os benefícios do Filtro de Barro!

Os filtros de barro, originalmente, têm carinha de casa de vó. Para muita gente, a peça tem um significado afetivo, lembra infância e a cozinha dos avós, com água sempre fresca.

Muito tradicional, o Filtro de Barro existe no Brasil desde cerca de 1910. Inicialmente era produzido pelos italianos e portugueses que chegaram em São Paulo. As velas para filtrar água já existiam na Europa e foram trazidas por esses imigrantes.

A história não tem registros da identidade da pessoa que fez o primeiro Filtro de Barro, mas é possível que a peça – no formato tradicional que conhecemos, seja uma invenção brasileira, evolução das moringas de origem indígena.

Como o barro mantém a água até 5 graus abaixo da temperatura ambiente, o sucesso dos filtros foi imediato.

Os benefícios

Entre os benefícios do filtro de barro está a facilidade em manusear e manter, não precisar de energia para funcionar e a montagem ser simples. Com tudo instalado e pronto, é possível ter água potável e fresca sem a necessidade de fervura ou aplicação de produtos químicos.

Com a peça você não precisa mais comprar galões de água, diminui o descarte de plástico na natureza, tem sempre água fresquinha com pureza e sem gerar mais custos mensais.

A qualidade e eficiência no processo de tratamento da água dos filtros de barro são comprovadas internacionalmente.

Para a manutenção, não é preciso usar nenhum tipo de produto químico na limpeza da vela. Uma esponja suave é suficiente e não deve se forçar a limpeza para não prejudicar a base. É importante anotar o dia em que a vela foi instalada para que se saiba quando fazer a troca: a cada seis meses ou pelo menos 500 litros de água filtrada.

É super comum a água apresentar sabor característico nos primeiros litros filtrados, mas isso desaparece com o tempo. Por isso é importante descartar a primeira filtragem, pois ela limpa o filtro e ativa a vela. Depois dessa primeira filtragem você já pode beber água limpa e saudável!

Vale do Jequitinhonha

Os famosos filtros feito por mulheres do Vale do Jequitinhonha que ilustram este post vieram para abandonar o conceito de ser “brega” ter um filtro de barro! Com tamanhos, cores, estampas e formatos diferentes, as mulheres produzem com suas próprias mãos filtros maravilhosos e exclusivos.

Desde o processo de moldar a peça até a pintura, tudo é feito artesanalmente, respeitando o tempo de secagem e de produção das peças.

Uma das tantas mulheres que produzem esse trabalho é a ceramista Anísia Lima. Confira no vídeo um pouco do trabalho maravilhoso dessa artista!

Gostou desse artigo? comaprtilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest